Christopher de Rosefield

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Christopher de Rosefield

Mensagem por Admin em Dom Ago 16, 2015 9:11 pm


Nome: Christopher de Rosefield

Data de nascimento: 30/11

Idade: 27 anos

Altura: 1,70 m

Classe/Ocupação: Abastados/Nobre; Inventor




Aparência

Chris tem cabelos platinados, com os quais não se preocupa muito em arrumar normalmente – somente os prendendo de vez em quando na hora de trabalhar -, e olhos de azul profundo, chegando a possuir um quê violáceo dependendo da iluminação. Seu físico é esguio. Não sendo muito alto, junto às feições de adolescente que carrega apesar da idade, é sempre confundido como mais novo do que de fato é.  Sua pele tem um tom claro, porém não é difícil ver olheiras marcando os olhos pelas poucas horas de sono.





Personalidade

Christopher é um rapaz bastante energético, tanto que chega às vezes a ser desastrado, ligado constantemente em uma tomada de 220v. Com uma inteligência acima da média, se mostrou um gênio, mas em questão de relacionar-se com os outros é feito uma porta. Possui uma fixação por seres sobrenaturais e extraterrestres - que ele jura de pé junto que um dia vai provar a existência dos dito cujos. É viciado em doces e cafés, fala demais (o que não garante que os outros o entendam, nem que sejam coisas agradáveis de se ouvir, já que não possui muita delicadeza para distinguir sinceridade e empatia com terceiros), porém por dormir pouco pode acabar apagando sem que perceba. Sua curiosidade é excessiva: chega a ser perigoso.



História

Filho primogênito do Duque Johnathan de Rosefield Conde de Windstar, Christopher sempre teve uma exímia educação, estudando com os melhores professores e tendo acesso a tudo que desejava. Porém à medida que crescia ficava mais visível seu QI alto e a personalidade muitas vezes irritante florescia. Sempre questionando, falando em excesso e querendo saber como tudo funciona, acabava irritando os tutores que deveriam ensinar-lhe, não sendo raras as vezes que acabou apanhando de algum deles. Acabou por começar a estudar sozinho com consentimento do pai, mostrando-se habilidoso em inventar coisas, o que começou a fazer por conta própria depois que saiu de casa.

Seu relacionamento com o duque sempre foi agradável, embora as ocupações da nobreza tenham causado certo distanciamento do papel de pai. Com a duquesa, entretanto, a frieza se fez presente durante toda a vida, com ela se mostrando impaciente para as manias e vícios de Christopher.
Há uma verdade escondida por trás do nascimento dele, revelada por seu pai quando tinha cerca de quatorze anos. Mais ou menos na mesma época, a duquesa e uma empregada da casa engravidaram, porém a duquesa perdeu a criança nos primeiros meses de gestação. Sendo difícil manter filhos no ventre nobre, as duas foram levadas para um vilarejo isolado, onde passaram o restante da gestação da servente em uma casa sem muito contato com o restante das pessoas. Quando a criança nasceu, ela foi tomada pela duquesa, já sabendo de antemão da traição do marido. Assim, Christopher foi criado como filho oficial da nobreza, embora seja fruto de um caso extraconjugal.

Devido à sua personalidade, não liga muito para o título e as responsabilidades que teoricamente deveria herdar por ser primogênito, embora vir de uma família nobre lhe traga certas facilidades. Um irmão mais novo, filho legítimo do duque e da duquesa, não tardou a nascer. Era bem menos inteligente, beirando a burrice, mas obediente, sendo o herdeiro ideal. E era visível a diferença de tratamento que ambos recebiam da Duquesa de Rosefield, embora nada nunca houvesse faltado para o primeiro filho. Não que desgostasse do meio irmão, pelo contrário, gostava bastante e ele parecia nutrir certa admiração por Christopher. Mas, por outro lado, podia ver como a duquesa judiava de sua mãe biológica, dando-a trabalhos mais pesados e até mesmo ordenando que ela cortasse os cabelos.

Sempre gostou bastante daquela empregada, Marie. Ela era o mais próximo de família carinhosa que Christopher teve durante sua vida - e pode-se atribuir o fato de ser tão fixado em seres sobrenaturais por causa das histórias que ela sempre lhe contava antes de dormir.
Assim que completou 21 anos, Christopher saiu de casa, indo morar sozinho. Apesar de receber dinheiro de seu pai, começou a aceitar encomendas de serviços para se construir coisas, sendo uma espécie de faz tudo. Desde que pague, é claro. Após conseguir uma clientela mais ou menos fiel e estável, ele iria cumprir a promessa de retornar a casa e buscar sua mãe biológica, de modo que ela não precisasse se preocupar com nenhuma despesa. Porém, quando chegou lá, Marie havia acabado de falecer, vítima de uma doença.



Informações adicionais

• Pode ter 27 anos, mas parece muito mais novo do que realmente é.

• Tendo um pouco de inventor/engenheiro/cientista, está sempre montando e desmontando coisas em seu estúdio e criando as mais diversas geringonças. Também aceita encomendas.

• Por mais que Christopher pareça bobo - e em certa medida o é -, ele não é idiota. Pode ter muita noção do que acontece ao redor, mas simplesmente não liga ou prefere ignorar.

• Enquanto morava com os pais chegou a fazer aulas de várias coisas, desde esgrima, artes marciais a instrumentos. Graças a isso, tem conhecimento básico em várias áreas, mas como sempre enjoava, parava, se aprofundando sozinho no que mais lhe interessava.

• Fala rápido. Muito rápido. O que pode tornar difícil de acompanhá-lo.

• Prefere ser chamado de Chris.


Admin
Admin

Mensagens : 34
Data de inscrição : 02/04/2014

Ver perfil do usuário http://affaireschant.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum